segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Porque alunos brasileiros não limpam banheiro na escola!?


  Ao caro leitor

  Ao comparar o ensino no Japão ao ensino no Brasil, eu percebo várias diferenças.

  Entre elas, o que é mais diferente é que o turno integral é adotado lá no Japão enquanto meio turno é adotado no Brasil.

  Na verdade, este ensino por turno integral é um dos fatores que fazem com que o ensino no Japão seja diferente do ensino no Brasil.

  Porque isso demanda outras atividades, além de estudo dos materiais comuns oferecidos no Brasil.

  Estou lhe falando sobre almoço e limpeza na escola de ensino fundamental.


  Em primeiro lugar, vou lhe explicar sobre almoço na escola.

  Como os alunos ficam na escola das 8:30 até 15:30 mais ou menos, as escolas de ensino fundamental oferecem almoço para os alunos.

  Almoços não são gratuitos, apesar de ser relativamente baratos. Portanto,os pais precisam pagar o valor determinado mensalmente.

  Só que quem se serve é próprios alunos como você nota na foto a seguir.


  Um grupo encarregado de distribuir almoços para suas colegas da turma vai vestir uniforme especial e vai servir almoços para todos durante uma semana. E na outra semana, outro grupo vai se responsabilizar pela distribuição do almoço. Assim vai.

  Os alunos almoçam na própria sala de aula como você nota na foto a seguir.


  Além disso, quem serviu primeiro tem que esperar até que todos os amigos da turma terminarem de se servir. Quando todos se serviram e se sentaram nas cadeiras,  um aluno responsável da turma vai para a frente de todo mundo . E logo que ele falar “ Itadakimasu ( eu agradeço pela refeição )”, todos os alunos da turma repetem a mesma palavra “Itadakimas” e finalmente os alunos podem começar a almoçar.

  Ou seja, todos os alunos começam a almoçar ao mesmo tempo.

  Quando eles terminarem de comer, vai seguir o mesmo procedimento. Aquele aluno representante vai  para a frente de todo mundo e ele vai dizer “Gochisousamadesita (Obrigado pela refeição)”. 

  Assim que ele falou, todos os alunos da turma repetem mesma palavra e começam a devolver pratos para devidos lugares e aquele grupo que distribuiu almoço vai trabalhar para arrumar pratos sujos entre outras coisas.

  Por incrível que pareça, as escola no Japão são assim que funcionam

  Dá para acreditar???

  Em segundo lugar, vou lhe explicar sobre a limpeza na escola.

  Há um horário destinado para alunos fizerem limpeza da escola no Japão.

  Sim. Diferente das escolas brasileiras nas quais empregados ou faxineiros fazem limpeza, no Japão os próprios alunos fazem limpeza da escola inteira, inclusive banheiros, como mostra a foto embaixo.


  Uma classe é dividida em 5, 6 grupos que é composto de 4,5 alunos. Cada grupo se responsabiliza pela limpeza de lugar determinado naquela semana. E vai fazendo rodízio dos lugares para fazer limpeza entre os grupos.

  Claro que existe aqueles alunos malandros que querem escapar dessa atividade : limpeza. Só que quem não faz limpeza poderia ser chamado pelo professor posteriormente para receber orientação pessoal, o que é uma coisa vergonhosa.  

  Caso o aluno não corrija seu comportamento, o professor entraria em contato com os pais desse aluno para que os pais dessem devida educação ao filho em casa.

  Dizem que este tipo de procedimento não funcione mais como antigamente, pois hoje em dia os pais mesmo não têm devida educação.Há até os pais que reclamam e judiam a falta de capacidade do professor....

  Tal filho tal pai......

  Não é só no Brasil que a educação na escola está piorando.... No Japão também a educação está piorando cada vez mais infelizmente.

  Contudo, essas duas práticas adotadas no ensino do Japão tem feito com que os alunos japoneses estejam mais educados e disciplinados comparando com os alunos dos outros paises, na minha opinião.

  Ao visitar escolas públicas aqui no Brasil, eu via muitos paredes com pichações, salas de aulas maus conservados e cadeiras danificadas. Se os próprios alunos começarem a limpar salas de aula, será que eles não valorizariam o ambiente educacional e usar o local com mais cuidados??

  Eu sei que a realidade no Brasil é outro e é difícil colocar isso na prática. Mesmo assim, se não plantar semente, nunca vai conseguir recolher o bom resultado.

  Em vez de pagar salário para empregada, será que não poderia gastar esse dinheiro para beneficiar próprios alunos em troca de limpeza da escola por parte dos alunos???

  ;)



Comentários
38 Comentários

38 comentários:

中島 disse...

Eu sempre achei que se os próprios alunos realizarem esse tipo de tarefa iriam fazer eles darem valor ás coisas. Porém se algo assim é implementado no Brasil, os próprios pais iriam processar a escola por trabalho infantil. Os brasileiros residente no Brasil tem uma maneira diferente e limitada de pensar pois não conhecem outras culturas.

Roger TM disse...

Pois é, fazer os alunos trabalharem na limpeza pode ser considerado trabalho infantil no Brasil. O que mais chega perto do padrão das escolas japonesas são os colégios militares brasileiros. Como esses colégios foram feitos para educar filhos de militares, não existe lugar para indisciplina. O comportamento e aparência são levados muito à sério. Os alunos estudam em turno integral de segunda a sexta, com aulas também aos sábados. Eles têm aulas normais durante o período da manhã e outras atividades culturais e esportivas à tarde.

yukipoa disse...

Obrigado pelos comentários.
Eu já esperava receber comentário de que fazer alunos limparem a escola é considerado trabalho infantil.
Mas, será que 15 minutos de limpeza seria trabalho mesmo?
Ainda por cima, eles estão fazendo isso para bem deles.
É uma cultura que difícil de se mudar de um dia para outro.
Mas, com o tempo, vai conseguir mudar a maneira de enxergar as coisas.
;)

Anônimo disse...

Aqui em Brasília já existe escola pública que adota o período integral, seria uma boa introduzir a matéria "cuide do que é seu".
No meu tempo de escola... já tem mais de uma década... tínhamos matérias desse tipo, nenhuma era limpeza da escola, mas existia o PIL - Práticas Integradas do Lar, onde fazíamos comidas, pregávamos botão, costurávamos, aprendíamos sobre primeiros socorros; tinha também o PAE - Práticas Agrícolas ???? (esqueci o nome), onde cuidávamos de plantas; PI - Práticas Industriais, aulas sobre ferramentas, trabalhos manuais...
A turma era dividida em grupos pequenos que iam se revezando nessas práticas durante o ano letivo. Tudo muito básico, sem se aprofundar, ninguém se tornava um profissional do ramo, o objetivo não era esse, mas eram produtivas e interessantes.

Anônimo disse...

eu adoro o japão , mais ninguém merece ficar limpando banheiro! kkkkkkkkk

Anônimo disse...

na verdade os brasileiros deveriam limpar nao so suas escolas,mas suas calcadas,seu ambiente de trabalho etc e tal...pobreza nao significa imundice.Mas basta ir apos um show de rock no Br pra ver asujeira que fica,alem de urinar na rua,sao uns vandalos e sujos.
Acho que nao e questao de cultura e sim de higiene mesmo.Muito boa sua colocacao.

Érika disse...

As escolas brasileiras estão cada vez piores. A que eu estudo, por exemplo, estava uma imundice mês passado: pacotes de salgadinhos e refrigerantes espalhados pelo chão. Quando fomos reclamar à direção da escola, não tivemos retorno. Fizemos então um mutirão para limpar as salas, mas não deixaram porque existem leis que não permitem uma atitude desta (o próprio governo brasileiro considera isso uma vergonha para os alunos, já que escola é lugar de estudar, e não perder tempo em ficar limpando-a). Acho vergonhoso não podermos limpar o próprio ambiente em que estudamos, isso sim. Acho uma enorme falta de educação sujar as salas de aula, mas muitos não respeitam isso. E pra piorar, não vemos a punição daqueles que sujam. O bom é que ainda existem pessoas conscientes, e na minha cidade todos se mobilizaram para tentar arrumar a situação, já que a própria direção da escola não nos ajudou. Isso foi parar até no jornal da cidade, e acredite se quiser, os alunos que levaram este fato ao conhecimento de toda a cidade, levaram suspensão do diretor! Aonde este país vai parar?

Joara disse...

Tenho hoje 24 anos, na escola em que estudei aqui em Maceió no ensino fundamental era muito especial, provavelmente a melhor escola que eu poderia ter estudado. Lembro que durante uma semana uma parte da turma, a turma era divida em grupos, tinha que cuidar da limpeza da sala ao final da aula e os pais apoiavam, até porque era do espírito da escola ter essas ideias modernas e heterodoxas pr época, o que pra mim não é nada morderno, é absolutamente normal por conta da educação que tive e pretendo dar pra meus filhos qdo for mãe.

Joara disse...

Me referi uma semana durante o mês, cada equipe limpava a sala durante uma semana por mês.

andre182 disse...

eu estudei na escola agrotecnica federal de colorado do oeste, la os alunos limpam vestiarios, dormitorios, fazemos serviços diverssos em hortas, galinheiro, silagem, plantaçoes e etc, inclusive nas ferias, somos escalados por uma semana para continuarmos os trabalhos na escola. e passamos das 7h as 17h na escola, isso sem falar os internos que dormem na escola.

Anônimo disse...

Jamais ia fazer meu filho limpar banheiro, isso é ridículo, tem outras maneiras de educálo,

black dj disse...

Aqui no Brasil as pessoas não limpam nem em frente a sua casa,não é a toa que o Japão em termos de educação(e muitas outras coisas)esta anos luz a frente do Brasil

Anônimo disse...

Materias como O.S.P.B e Moral e cívica nao existem mais no Brasil.Isso era na era do Militarismo.Poderiamos melhorar muito se essas materias voltassem. marcos.

almaatribulada disse...

aqui em Campo Grande MS
um projeto da promotoria da infancia e juventude
causou muitas reclamações
foi implantado o castigo alternativo
para alunos que de alguma forma agridem professores e colegas
dentre as tarefas estão, limpeza do patio e auxiliar na cozinha

porem vários setores se mobilizaram para intervir
uma das alegações era de que esses alunos não poderiam realizar essas tarefas porque a idade deles segundo o código de trabalho não permite que os mesmos trabalhem

pra mim deveria sim ser curricular o trabalho dentro das escolas
porem ja tem outro lado como
fazer os governantes abrirem mão
de contratos com terceirizadas
abrir concursos para atrair votos
e outros tipos de jogadas
se alguem souber responder a isso
muita coisa melhora no Brasil

まさき disse...

Tambem acho que os alunos brasileiros deveriam limpar as escolas. Na minha epoca - e nao faz tanto tempo assim - tive uma professora que fez a classe inteira limpar as carteiras, durante as aulas. ela sofreu processo e foi demitida.
O grande problema no brasil e o tal do ECA, estatuto da crianca e do adolescente que diz que trabalho=exploracao. pelo contrario, e uma forma de fazer com que a juventude crie um senso de responsabilidade p se tornarem melhores adultos. eu tive q trabalhar p conseguir minhas coisas. meu pai nunca me deu nada q eu nao merecesse, entao aprendi a valorizar o q tenho, inclusive o publico.
as vezes tenho vontade mesmo de voltar p o japao.

Anônimo disse...

Coloca o seu filho(a) pra limpar banheiro de escola pública então.

Anônimo disse...

aos q são contra esse tipo de punição ou até mesmo a implantação desse método na rotina das crianças, qdo seu filho virar um drogado,sair pra balada e voltar alcoolizado, roubar ou matar alguem, aí sim vcs acharam correto, não é?

Anônimo disse...

Isso é uma punição sem causa. As pessoas se revoltam por isso e vivem tristes com o autoritarismo, até mesmo quando ele é implantado logo na infância.
É por causa dessa disciplina que quando saem os resultados dos vestibulares, no Japão, os policiais fazem uma corrente humana em volta das linhas do metrô. Alguns vestibulandos, em maioria os que passaram por essa punição, e aprenderam a levar o fracasso a sério, costumam se jogar nas linhas para serem atropelados pelos trens.
Ás vezes a ignorância vale mais a pena. Ela te mantém vivo.

Marie Brune disse...

Fico fascinada pelos seus posts. Já li quase todos, mas é a primeira vez que comento.
Primeiramente gostaria de parabeniza-lo pela sua inteligência por aprender português tão bem, e agradecê-lo por compartilhar sua cultura conosco.

Acho triste que muitos dos brasileiros acham que limpar banheiro é atividade humilhante, ainda mais para crianças.
Mas um dia a gente aprende]

Abraços

anapacheco07 disse...

Tah louco ??

Eu pago + de 3 mil reais na escola pra ir limpar banheiro ???

Eu hein que loucura, se limpam em algum lugar azar o deles

yukipoa disse...

Obrigado pelo primeiro comentário,Marie!
Fiquei feliz em saber que você leu muitos meus posts.
Espero que os posts tivessem lhe ajudados.
;)

André gama disse...

Acredito sinceramente que deveriam implantar um turno integral aqui nas escolas brasileiras claro que com nossa cultura é algo difícil de se acontecer mas conserteza se os aulos tive-sem que manter as escolas limpas dariam muito mais valor aos bens públicos e não veríamos tanta depredação nas escolas quem sabe um dia façam isso aqui nas escolas de porto alegre.

Anônimo disse...

gosto muito da sua cultura porem os brasileiro são indisciplinados e os pais não são ignorante a esse respeito misturando trabalhos baixos com humilhação infelizmente acho difícil isso se implementável e se fosse os alunos dariam o famoso jeitinho brasileiro para arrumar tudo rápido ou de fugir.

infelizmente isso é cultural aqui do Brasil...um dia espero que nós evoluímos para algo melhor =D

Haruka disse...

O melhor exemplo aqui do Brasil são as escolas militares. Eles adotam turno integral também, e os alunos estão sempre devidamente uniformizados e arrumados, além de serem bem disciplinados.
Em algumas destas escolas, inclusive, também adota-se esse sistema de limpeza da escola por parte dos alunos.

Eu sinceramente acredito que muitos alunos precisam passar por isso para aprender a dar valor e não sujar o lugar onde estudam, moram, trabalham, etc. Outros, no entanto, possuem uma educação similar em casa, e creio que achariam um saco ter de limpar a escola quando já são responsáveis por pequenas tarefas domésticas como lavar a louça, arrumar o quarto, etc. Vai de família para família. Penso que o ideal é que haja essa variedade de escolas e que os pais atentem mais a o que o filho necessita, já que é esse tipo de atenção que falta hoje em dia.

Anônimo disse...

O problema do brasileiro eh a tal da classe media, que (nem todos) se acham bons demais para fazerem coisas desse tipo. Os pais tiveram que fazer isso em casa e nao querem que os filhos tenham que realizar qualquer tipo de trabalho. Isso faz com que eles achem que estejam tendo uma vida melhor, mas nao percebem que essa eh uma otima forma de construir o carater de uma pessoa. Eu mesmo tenho um otimo salario e posso dar toda a mordomia para os meus filhos, mas nos nao temos empregada e eles tem que ajudar a fazer as coisas em casa. isso nao eh abuso, eh obrigacao. eu tbm sempre ajudei em casa, e se fosse na escola nao seria diferente.

Anônimo disse...

Concordo!
o grande problema aqui eh que o brasileiro, em geral, nao percebe que o publico eh propriedade dele. nao eh dever do governo cuidar de tudo, nos temos que fazer nossa parte como sujeitos politicos e sociais.
acabamos deixando tudo para os outros fazerem e pensamos que estamos livres das responsabilidades
APOIO!!

Anônimo disse...

Alguem comentou anteriormente que isso nao e possivel pela cultura brasileira.
Pois bem. A cultura, como afirma Adorno, e algo criado pela sociedade, passivel de mudancas por essa mesma sociedade.
Somos nos que fazemos esse tipo de mudanca, e a forma como vemos determina o resultado que isso vai ter.
Se virmos como trabalho infantil, havera revolta e indignacao, seguida de rebeldia e violencia. Esse e o padrao para as mudancas na sociedade.
Porem, se virmos como uma responsabilidade social e uma forma de educar os jovens e fazer com que crescam com carater, respeito e responsabilidade, os frutos serao outros.

Liziane disse...

Olá Takeuchi-san!

É...esse é um tema polêmico! Mas eu concordo, acho que muitas das práticas das escolas japonesas poderiam e deveriam ser adotadas aqui no Brasil. Você sabia que o Brasil tem uma das menores cargas horárias em educação do mundo? A Secretaria de Educação do RS estava com um projeto para aumentar a carga horária das escolas,mas os professores berraram tanto que eles desistiram. Não tiro a razão da preocupação deles, até por que o Estado se recusa a pagar o piso salarial nacional a que eles te direito. Mas acho que , como professores, devemos pensar mais nos nossos alunos e não em nós mesmos. O currículo integral das escolas japonesas inclusive com os clubes de atividades seria muito interessante para a educação no Brasil. É claro que não sem ser acompanhado de investimentos na estrutura, senão não daria certo. Uma coisa que eu acho negativa nas escolas japonesas é o estimulo da competição entre os alunos por resultados. Rankear os melhores alunos pelo resultado das notas não é o ideal, até por que os alunos que ficam nas últimas posições se sentem desestimulados e também são humilhados pelos outros e isso não é legal. Acho que o estímulo deve ser feito por diferentes competências,por que cada pessoa aprende de uma forma diferente (Teoria das Inteligências Múltiplas de Howard Gardner). Um sonho que eu tenho é montar minha própria escola baseada nos modelos das escolas japonesas, mas sem esta competição por resultados.

Michele disse...

"Jamais ia fazer meu filho limpar banheiro, isso é ridículo, tem outras maneiras de educálo"
Pois é Anonimo, com certeza seu filho terá a mesma educação que a sua, ou seja, não sabe sequer digitar uma palavra (educálo). tsc tsc.
Por que será que o Japão é um país tão desenvolvido, limpo e de tecnologia de ponta???? EDUCAÇÃO!!! Esse sistema deveria ser adotado no Brasil, só assim nossas crianças tomariam consciência que devem zelar, cuidar, ser humilde e educado. Além disso poderiam até educar muitos pais que não sabem dar o mínimo de educação e senso de responssabiidade aos filhos. Trabalho infantil??? Isso é uma tremenda hipocrisia já que atividades como essa dentro do ambiente escolar favorece o crescimento da criança como cidadão. É uma vergonha as escolas brasileiras!!! Vergonha!!!

Carlos disse...

Amei essa ideia, se os próprios alunos brasileiros limpassem os banheiros da sua escola, quem sabe assim eles parariam de jogar lixo no chão, os banheiros públicos seriam mais limpos(veja qualquer banheiro de rodoviária p/ ter desânimo sobre isso e mesmo tendo 15 fachineiros por dia eles não dariam conta de higienizar o banheiro), o brasileiro bêbado não urinaria no primeiro local que visse. Não vejo isso como trabalho escravo, caso contrário o aluno apagar o quadro, fazer tarefas seria considerado trabalho escravo.

押田 ~龙 disse...

E bom saber que muitos que comentaram tmbm tiveram a oportunidade de estudar em bons colégios, e sim as escolas militares são bons exemplos e que bom que ha muito mais comentários a favor desse modo de educar do que os comentários que li contra. eu estudei em uma escola publica comum em Porto Alegre , mas tive a oportunidade de fazer um curso maravilhoso com a mesma disciplina dos colégios japoneses onde nos mesmo limpávamos a sala, fazíamos os lanches e fazíamos rodizio de grupos p isso e para minha sorte foi com meus 15 anos bem na fase de formação de caráter lembro que chegava na minha escola e achava falta da limpeza e disciplina do meu curso. E aprendi a exigir tmbm sempre que queria mudar algo eu dava a ideia p a representante da turma para os professores e para a coordenadora da escola e de tanto encher vi resultados. Isso aprendemos com bons exemplos de casa com educação nas escolas responsabilidade falta muito isso na educação brasileira. E acho que as leis no Brasil são respeitadas conforme convém a situação Trabalho infantil a principio era para evitar as atrocidades que vemos em alguns lugares onde criança pega no pesado que nem adulto e e explorado, mas hj serve como desculpa para a falta de cobrança de responsabilidade dos pais para c os filhos e em consequência disto as escolas tmbm não o fazem .

Anônimo disse...

o Brasil eh terceiro mundo, com educacao de um povo de quinto mundo!!! um povo mal-educado que cujo maior orgulho eh passar a perna em outro e levar vantagem em tudo e dobre todos!! sistema educacional mediocre que forma alunos mediocres!! porisso o Japao eh exemplo mundial de educacao, respeito ao proximo!

Fabiana disse...

Olá, eu estou em Nagoya e há pouco tempo estou fazendo um blog também sobre os costumes no Japão, e uma coisa interessantíssima é sobre as crianças limparem a própria escola. Não apenas as crianças, como os funcionários nas empresas também. Como não tenho filho em escola, não tenho acesso para tirar fotos. Eu gostaria de saber se posso utilizar algumas fotos suas, mas claro que vou citar seu site e agradecer! Desde já obrigada!
Aguardo sua visita:
http://meuolharpelocaminho.blogspot.jp/
Abraço

Tassio Bruno F. S. disse...

concordo integralmente. otimo post

Roberta C disse...

Sou professora e sei muito bem como anda a educação nesse país. Por causa de gente como o anônimo ali em cima os professores perderam o respeito e a educação anda obsoleta. Aluno tem que sim ter turno integral e principalmente limpar. Aprender a cuidar e dar valor, não só na escola mas a tudo em sua vida. Humildade e respeito...é o que falta no Brasil..Os pais só sabem defender seus filhos e protegê-los mesmo quando eles estão errados, pois nunca estão em casa para educá-los. Que não tenham filhos então! Parem de culpar os professores. Educação vem de casa

Anônimo disse...

Seria excelente, se copiassem o modelo japonês.
Tive a honrosa oportunidade de ser educada em uma escola com métodos semelhantes e sou muito grata.
Se tivesse filhos, procuraria a mesma proposta de trabalho.

SecretX disse...

Meu nome é Gabriel, e eu sou aluno da escola Antônio de Queiroz - escola pública (Limeira, SP - interior) , e vejo como a escola está um lixo, vou tentar resumir:

Carteiras quebradas/entortadas; alunos que não fazem lição; muito barulho a todo momento (ensurdecedor o barulho); quando toda o sinal, todos saem correndo literalmente, eu sou sempre machucado, hoje por exemplo, na hora da saída (PS: Meu horário:

- Acordo 5:30 (da manhã, isso!), tomo café, me visto e faço tudo o que preciso fazer antes das 6:05;
- Pirua passa 6:05;
- Chego na escola às 6:40. então espero o sinal bater às 7:00;
- Subo as escadas (isso, o maior empurra-empurra), entro na minha sala quase exprimido;
- Espero as 3 aulas passarem (7:00-9:30), sinal bate às 9:30, então desço (isso, mais empurra-emopurra), compro meu lanche na cantina com o maior sufoco), sinal bate às 9:50)
- Subo (empurra-empurra), espero as 3 aulas seguintes passarem (9:50-12:20);
-Desço às 12:20 (empurra-empurra), espero no portão 20 minutos (PS: lado de fora da escola), pirua chega 12:40.
- Chego em casa às 1:05.

E tudo isso com um barulho infernal (6:40-12:20), além disso, a escola é muito suja, e hoje mesmo a coordenadora passou nas salas avisando que se ver alguém jogando maçãs no vaso sanitário avisar (isso!! maçãs no vaso sanitário!!!!), segundo ela, a escola chama a desentupidora 1x por semana. ONDE É QUE ISSO VAI PARAR?

Isso é só um pequeno resumo para vocês verem como está as escolas atualmente...

Rosana disse...

Só não concordo com crianças limpando banheiros.Agora concordo que as escolas publicas deviam ser limpas pelos próprios alunos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics