terça-feira, 24 de abril de 2012

Que tipo de bico você quer fazer no Japão!?

  Ao caro leitor

  Você já fez algum bico (アルバイト) na sua vida?

  Eu imagino que a grande maioria dos brasileiros não fez bico nenhum ou um no máximo, pois a sociedade brasileira não deixa os estudantes trabalharem nas empresas privadas.

  Sim. Existe um bico chamado “estágio” para universitários que estudam algumas áreas específicas.

  Contudo, isso é bico bem diferente do bico japonês, apesar de ser remunerado.

  Hoje eu gostaria de lhe apresentar que tipo de bicos eu fiz no Japão.


Funcionáro no açougueiro
Salário por dia
6000 iens ( 133 reais ) para 8 horas de trabalho

Descrição do trabalho
1.Empacotar carnes
2.Colocar pacotes de carne na pratileira
3.Assar carnes em frente dos clientes para vendê-los
   Era primeiro bico “oficial” que eu fiz aos 18 anos. Pela indicação do meu conhecido, eu fui trabalhar no açougueiro nos finais de semana. Quando eu recebi o primeiro salário, eu fiquei bem emocionado, pois era o primeiro dinheiro que eu ganhei na minha vida. O trabalho era duro, pois precisava ficar em pé há dia inteiro. Algumas vezes eu precisava assar carnes para clientes para eles comprarem carnes depois que experimentarem carnes assados. Bah, eu tinha muita vergonha.



Garçom no hotel chique
Salário por hora
         800 iens ( 18 reais )

Descrição do trabalho
1.Servir comida para convidados no casamento
2.Retirar pratos das mesas dos convidados
3.Organizar o casamento
  Como meu amigo trabalhava lá, eu também me interessei por este trabalho. Eu aprendi muitas coisas em relação à etiqueta em geral tais como o modo de colocar talheres na mesa, o modo de servir comidas para convidados, o modo de atender convidados de maneira educada e o modo de carregar muitos pratos empilhados de uma vez só.
  Como eu não tinha vocação para essas coisas, eu ficava muito nervoso em cada casamento e desisti deste trabalho em 2, 3 meses. Eu me lembro de que eu comia fatias de melões ( 20 reais ) que clientes não comiam durante o casamento junto com colegas após o trabalho. ;)



Professor na escola de reforço
Salário por hora
Entre 1200 e 2000 ( entre 25 e 45 reais )

Descrição do trabalho
1.Ensinar matérias tais como matemática , inglês, ciência para alunos de 8º ano e 9º ano do ensino fundamental
  Foi um “bico” que eu continuei durante 4 anos de faculdade. Foi exatamente naquela época que eu aprendi a lidar com alunos. Aliás, eu me sentia melhor como professor na sala de aula. Apesar de que eu sou da área humana, eu dava aula de ciência, física e inglês,etc.
  Isso quer dizer que eu não era universitário dedicado ao estudo. Pelo contrário, eu me dedicava ao este trabalho. Na época, eu ganhava cerca de 2.5 mil reais por mês apesar de ser universitário. Guardando esse dinheiro, eu viajava para exteriores durante férias longas...Que saudáde daquela época!



Jogador de jogos para testá-los antes do lançamento
Salário por hora
         800 iens ( 18 reais )

Descrição do trabalho
1.Jogar jogo não lançado para descobrir as falhas antes de lançamento
2.Relatar as falas achados às empresas de software
  Na verdade, eu não fiz este bico durante faculdade. Após a formação, eu achei este trabalho por acaso e me candidatei. Por incrível que pareça, havia vários candidatos graduados nas faculdades de nomes como eu na entrevista coletiva.
  Graças a Deus, eu passei na entrevista e comecei a trabalhar num edifício chique de Sony Entertaiment que ficava no bairro privilegiado de Tóquio.
  Quando eu comecei a trabalhar nessa empresa, eu já não tinha mais paixão pelo jogo.Mesmo assim,eu precisava jogar diversos tipos de jogos que iam ser lançados na Play Station 1 posteriormente, cercado pelos colegas fanáticos ( OTAKU ) pelos jogos.
  Como eu não tinha vocação para achar as falhas nos jogos, eu fui demitido após 2 meses de trabalho. Ainda bem,  pois eu não aguentava jogar videogame durante 8 horas todos os dias....



Entregador do jornal
Salário por dia
                      ?

Descrição do trabalho
1.Entregar  jornais para residências de 300 assinantes de manhã e no final da tarde todos os dias
2.Colocar propagandas no meio dos jornais  antes de distribuí-los
  Logo que eu me formei, eu comecei a frequentar a escola de idioma chinês que ficava em Tóquio. Como eu não podia contar com meus pais mais, eu decidi fazer o curso trabalhando como entregador de jornal, o que era bem comum entre os jovens que não tinham dinheiro para seus estudos.
  Eu morei num quarto bem estreito de uma casa de distribuição do jornal junto com outras colegas. Como eu paguei todas as mensalidades da escola antecipadamente com o salário a receber pelo trabalho, eu recebia tipo mesadinha mensalmente. Entretanto, eu não precisava pagar a moradia e alimentação.
  No trabalho, eu precisava acordar às 3 horas da madrugada e trabalhava até às 7 horas da manhã. Depois que eu terminei o curso, eu trabalhei das 15 até 17 horas para entregar jornal da tarde às residências. O trabalho era bem duro.Porém, valeu a experiência.



  O número de bicos que eu fiz no Japão é relativamente pouco comparando com outros japoneses. Há muitos japoneses que fizeram mais de 10 tipos de bico durante a faculdade.

  Bom. Você gostaria de experimentar alguns bicos!?

  ;)


Comentários
18 Comentários

18 comentários:

Anônimo disse...

Eita, acho que até eu ficaria enjoado de jogar tanto video game, nossa cara 8 horas por dia. Isso que você falou das fatias de melão me lembrou quando eu trabalhava no banco com estágiario.

Nilton disse...

Ola.
Eu gostaria de fazer uma pergunta sobre o assunto.
Eu pretendo ir para o Japao daqui a 2 anos como Universitario e ficar la cerca de 5 anos, no minimo.
Tem como um estrangeiro, como eu, fazer bico por la? e alem disso, algum estrangeiro fazendo faculdade pode fazer alguma coisa relacionada a isso la?

Anônimo disse...

Muito interessante ! Poderia fazer um post envolvendo a magreza e alimentação das japonesas ??

Caio Luis disse...

Eu também planejo ir para o Japão como universitário,queria saber que tipo de emprego os estrangeiros são mais aceitos no Japão,obrigado.

yukipoa disse...

Obrigado pelos comentários.
Na verdade, estudantes estrangeiros não podem trabalhar lá no Japão com visto de estudante.
Podem trabalhar só ilegalmente.
;)

Marina disse...

Olá, eu pretendo ir para o Japão realizar uma pós-graduação com um dos programas de bolsas MEXT, mais especificamente a Monbukagakusho. O problema é que eu sempre leio que você necessita ser bacharel, mas eu fiz 4 anos de licenciatura em Letras - Inglês e mais 2 em Português. Tenho medo da universidade não aceitar o meu diploma universitário. Minha dúvida é: no Japão existe essa diferença entre ser licenciado e bacharel? Isso influi na hora de conseguir um emprego ou conseguir um grau acadêmico maior, como um mestrado ou doutorado?

ありがとうございます !!

PS: desculpe-me pela pergunta nada a ver ;a;

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário,Marina.
Em primeiro lugar, eu gostaria de lhe dizer que eu nunca comentei sobre bacharel aqui neste blog.
Universidade no Japão não dão importância para bacharel e licenciatura na hora de aceitar estudantes estrangeiro.
Não se preocupe com isso.
O que é mais importante é projeto,pesquisas realizados, desempenhos nas faculdades,inglês e capacitação para se adaptar a cultura de lá.
;)

Anônimo disse...

china ta investindo no jp saiu na nhk

Eduardo disse...

Aqui no Brasil muitos fazem "bicos"(ou empregos que exigem qualificação básica), por exemplo, um conhecido meu trabalhou como borracheiro para pagar a faculdade, depois advogou um tempo e se tornou juiz de direito.
As exceções ficam por conta daqueles cuja família banca os estudos para os filhos dedicarem exclusivamente à carreira que pretendem seguir após a faculdade.

Gaivota disse...

Gostaria de saber quantos dias de férias os japoneses tem por ano e em que mês em geral, as pessoas gostam de viajar?!

Tudo de bom!

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário.
O número total dos feriados é de 15 dias.
Feriados são bem espalhados.
Os japoneses gostam de viajar, sim.
;)

Gaivota disse...

Obrigada pela resposta!


Mas fiquei com uma duvida!

Se uma pessoa trabalha em uma firma no Japão, quantos dias corridos de ferias ela tem direito? É muito comum vermos em alguns paises ( principalmente Europa e EUA)muitos japoneses viajando em grupo. Então acredito que eles escolham um período onde as ferias são maiores e não espalhadas pelo ano, já que isso dificultaria uma viagem mais longa para o exterior. Desculpe se não fui clara na minha pergunta anterior!
Tudo de bom!

animenato disse...

Jogar jogo não lançado para descobrir as falhas antes de lançamento
2.Relatar as falHas achados às empresas de software
ESSE É O EMPREGO DOS SONHOS

animenato disse...

Jogar jogo não lançado para descobrir as falhas antes de lançamento
2.Relatar as falas achados às empresas de software
esse é o melhor emprego do mundo(para min)
ei yuki o japones que voce ensina é informal?

Pedro de Morais disse...

Mais um post bem escrito Yuki.
Queria sugerir um tema, afinal tem a ver com este, com o post seguinte e com os comentários:
sobre as diferenças entre as universidades no Brasil e no Japão.
Você já comentou isso sobre o doutorado no Japão, que os estudantes universitários estão ficando burros e a diferença entre os alunos brasileiros e os japoneses.
Mas ainda tem tópicos. Uma vez eu ouvi dizer que só pode fazer vestibular uma vez, que era mais difícil, e como foi quando você fez? Existem universidades públicas e gratuitas no Japão também?
Abraços.

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário,Pedro.
Não existe universidade gratuito no Japão.
A mensalidade da universidade pública é mais ou menos metade da mensalidade da universidade particular.
Só que o curso de medicina na universidade particular é super caro comparando com o curso de medicina na univerisidade pública.
Lá tem vestibular só uma vez para entrar na universidade pública.
;)

押田 ~龙 disse...

Talvez essa tenha sido a sua impressão no meio em que conviveu sensei pq brasileiro faz muito bico. O que acontece e que com as famílias tendo filhos mais tarde para se dedicar ao trabalho,resolvem ter filhos quando adquirem mais estabilidade financeira esses acabam exigindo dos filhos mais dedicação aos estudos, pois podem ajuda-los a pagar. Porem não e a realidade da maioria e muitos jovens tem de trabalhar para pagar os estudos que na minha concepção e mais vantajoso principalmente na formação do carater independente.

Nicole Osterkamp disse...

Nossa, se eu ganhasse qualquer um desses salários eu tava feita. Faço faculdade de direito, trabalho no palácio da polícia em porto alegre e recebo 2,60 por hora trabalhada. É claro que não tem comparação a mão de obra mas eu não tenho medo de trabalho se eu tiver que ficar em pé o dia todo eu fico, gostaria de um emprego assim.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics