sábado, 26 de maio de 2012

Você quer trabalhar na indústria de anime japonesa mesmo!?

  Ao caro leitor

  Você gosta de anime!?

  Sim!?

  Você quer ir ao Japão para trabalhar na produtora que faz anime??

  Sim!?

  Sinceramente eu acho melhor você pensar mais uma vez antes de tomar sua decisão.


  Eu digo isso porque a realidade que você enfrentará lá é completamente diferente do que você imagina. Mesmo que eu alerte, quem gostaria de trabalhar nesse ramo deve dizer mais ou menos a seguinte justificativa.

  “Eu vou poder agüentar qualquer trabalho, pois eu amo anime. Trabalhar numa produtora  de anime sempre foi meu sonho.Mesmo que o trabalho fosse sem remuneração, eu trabalharia na produtora”

  Eu entendo sua paixão pelo anime. Talvez consiga trabalhar durante alguns anos se sacrificando. Contudo, será que você poderá trabalhar durante a vida inteira assim??

  Hoje eu li uma notícia seguinte num site japonês.

  “3 funcionários da grande produtora de anime que faz imagens do fundo de anime “Detetive Conan", entraram na justiça por não ter recebidos devidos pagamentos.”


  Segundo a notícia, um dos 3 funcionários é taiwanês que tem 24 anos. Ele foi à Japão apaixonado pelo anime aos 18 anos.Depois que ele se formou numa escola de japonês, ele começou a trabalhar nessa produtora. Durante primeiro 3 meses de treinamento, ele recebia 250 ienes ( 5,5 reais ) por hora, o que era menos de um terço do salário mínimo por hora ( 800 ienes ) estabelecido pelo direito do trabalho(労働法).

  Mesmo após o treinamento, ele recebia o salário de 150000 ienes ( equivalente a 3300 reais ) que seria quase salário mínimo mensal no Japão.


  Segundo esse taiwanês, ele trabalhava 6 dias por semana e às vezes precisava trabalhar nos feriados. Mesmo assim, ele não recebia o valor das horas extras por isso.

  Quando ele reclamava sobre isso, o chefe justificava que essas condições eram bem comuns na indústria de anime (アニメ業界)e se obedecesse ao direito do trabalho, acabaria com a indústria no Japão.

  Na verdade, a grande maioria dos japoneses sabe essa realidade.Só que os japoneses não reclamam a respeito. Porque esses problemas não são só da indústria de anime. O pior é que pode-se dizer a mesma coisa em quase todos os outros setores da indústria japonesa.

  Eu já tratei sobre isso num post neste blog.

  Diferente dos brasileiros que defendem os seus diretos, os japoneses acabam aceitando alguns abusos que não obedecem ao direito do trabalho pelo medo de perder empregos.

  Quando eu trabalhava numa empresa japonesa de TI, eu precisava declarar as horas extras falsas no documento que constava as horas extras mesmo que tivesse trabalhado mais naquele mês, com a intenção de diminuir o custo de mão de obra para "ajudar" a empresa.

  Esse taiwanês não podia aceitar essa realidade peculiar do Japão assim como outros japoneses, pois a educação que ele tinha recebido no seu país era outra.

  Segundo a especialista, a condição de trabalho dele era uma das melhores na indústria de anime, já que ele recebia o salário mínimo todos os meses. Dizem que a grande maioria das desenhistas trabalha recebendo bem menos que ele.

  Trabalhar como desenhista no Japão é como jogar futebol como jogador profissional na quarta-divisão. Para você conseguir se sobreviver fazendo o que gosta, você precisará jogar na primeira divisão atuando bem nos jogos.

  Ou seja, na indústria de anime, você tem que se promover para chefe que cuida dos desenhistas. Não tem como ter a vida descente sendo apénas um desenhista no Japão.

  Mesmo conhecendo essa realidade dura que eu lhe expliquei até agora, se você ainda quer trabalhar na indústria do anime, você deve ir à Japão para realizar o seu sonho.

  Eu tenho certeza absoluta que o Japão é o melhor país do mundo para quem quer atuar na indústria de anime, além de ter muitas escolas técnicas onde você pode aprender sobre anime.

  Dependendo do seu talento e seu desempenho, você poderá se tornar um grande diretor de anime como Hayao Miyazaki.Quem sabe,ne? 


   Espero que você realize o seu sonho.

   ;)


Comentários
15 Comentários

15 comentários:

Diana disse...

Você disse muito bem como é a realidade dos empregos no geral aqui no Japão. A maioria dos japoneses abaixam a cabeça pra tudo com medo de perder emprego. Afinal se um japonês troca de emprego em determinadas circunstancias é porque "não presta", não deu seu melhor e portanto não servirá á outra empresa. Quem não está no Japão, ou não morou aqui ainda tem uma visão distorcida da realidade japonesa.
O Japão é ótimo de se viver mas devemos saber lidar com as adversidades.

Eduardo disse...

Aqui no Brasil a justiça trabalhista é proibida por lei de fornecer informações de ações trabalhistas em andamento ou encerradas na justiça, assim como é proibido por lei fazer as chamadas "listas negras" de pessoas que tiveram problemas nas empresas, para evitar contratações, entre outras medidas protetivas ao trabalhador.
O máximo que há de detalhe de erro em relação ao antigo empregado é o fato de o empregado ser demitido por justa causa, em que não há anotação do motivo de dispensa na carteira de trabalho.
No Japão é possível saber se alguma pessoa entrou na justiça contra seu ex-patrão?

Anônimo disse...

jp ta se recuperando

Laura disse...

Esse trabalhador de Taiwan esta mais do que certo!No caso dele eu não conseguiria "sorrir" enquanto estou sendo explorada!Enquanto alguém ganha encima do meu suor!
Infelizmente no Japão,ao que me parece,o trabalhador valoriza demais a sua "empresa"(tanto que vc fala em "ajudar" a diminuir os custos),quase como se ela fosse uma "família"¬¬
(me desculpe,mas eu acho isso um absurdo!)

Ao que me parece no Japão não existe uma separação de "vida privada" e a vida do "trabalhador",como se vc fosse o lugar onde trabalha!

Kevin disse...

Caro Yukipoa,eu gostaria de sugerir se na próxima matéria vc não pderia abordar o tema da ocidentalização dos orientais ,que hoje em dia tem seus niveis absurdos de cirugias plásticas na coréia, vc saberia me dizer se o japão segue a mesma tendencia,e se sim eles perderam seus orgulhos de ser um povo,uma nação ,que afinal de tudo nao irá ser um pedeço de terra qual povo é o seu ,mas sim suas caracteristica marcantes como o seus rostos que os coreanos insistem em mutilar

Anônimo disse...

não sei porque voce sente tanto Ódio do japão. pois voce sempre sera um japones aqui no brasil ou em qualquer lugar. que voce vá pois todo os paises tem uma diferencia cultural. sim o japao é um pais duro com os seus trabalhadores sim é . mas no brasil voce não sabe com é explorada a mão de obra em algums lugares. no norte é norteste do brasil por exemplo tem muito brasileiro trabalhando . como escravo não ganha nenhum dinheiro . por exemplo se este trabalha com um escravo quando ele precisa comprar algo ele não pode sair da fazenda .para comprar em outro lugar . tem que comprar tudo lá mesmo 1kl de açucar que custa 1 real na fazenta eles vende por dez reais ..não sinta odio de onde voce veio mas sim sinta orgulho de ser uma pessoa consciente toque acontece no seu pais...

Anônimo disse...

Pro anonimo de cima.

É que o blogueiro meio que "virou brasileiro". Já conheci alguns japoneses que viveram um tempo no Brasil e meio que só apontava os defeito do Japão e só via as coisas boa do Brasil. O mesmo acontece com os brasileiros que já estao há um certo tempo no Japão e se adaptaram razoavelmente.

Ai quando acontece algo terrivel como uma crise financeira, desemprego, tsunami, terremoto os estrangeiros vazam do Japão.
No caso dos estrangeiros no Brasil basta o estrangeiros sofrer violencia, sequestro, etc para mudar de idéia e sair do Brasil.

Mitsuo disse...

Todo país tem o lado bom e o lado ruim, e o Yukio tenta expor isso na visão dele. Tanto criticando o Japão, tanto criticando o Brasil, nenhum país é perfeito.

Não é como uma matéria jornalística que tem ser imparcial por causa da ética.

O problema é que como toda crítica, divide opiniões, e isso muitas vezes ofende quem não concorda.

Kevin disse...

Não existe reportagem imparcial,não existe nem mesmo análise de dados puros imparciais,por mais que o reporter tenha a ética de tentar ser imparcial não há meios para isso pelo fato de ser pura interpressão INCLUSIVE dados e estatísticas,e Yukipoa por favor se puder tente falar sobre minha citação sobre as cirugias na ásia.E para o ignorante que falou que o Yukipoa tem ódio pelo japão,vc precisa voltar para a escola e fazer aulas de interpretação novamente,ele ja disse várias vezes que apenas quer mostrar a injustiça social no seu pais,só porque no Brasil é maior o cidadão japones nao tem que se indignar com a injustiça no Japao

yukipoa disse...

Obrigado pelo comentário,Kevin.
Cirurgia na ásia!?
Está falando do cirurgia plástica?
Se for sim, isso está cada vez mais comum no Japão..
;)

Eduardo disse...

Existe mulher branca que nunca fica tostando horas sob o sol ou em uma câmera de bronzeamento artificial(ou desejou ficar) para ficar morena(que nem uma mulata)-ninguém pensa que essa loira está renengando a raça?
Existe mulher negra que faz alizamento para ficar com cabelos lisos(que nem uma loira de cabelos lisos), ou mulheres brancas de cabelo liso que usam produutos elétricos para dar uma encaracolada nos cabelos?
E tem mulheres que por acaso abusam do rímel para reduzir ou aumentar os tamanhos dos olhos para se sentir e se mostrar mais bonita?
Toda mulher deseja se sentir mais atraente, e acham que usando esses mecanismos se sentirão mais atraentes.

Nola disse...

Uau, então os japoneses também assinam extras por fora? Legal... pensei que só no Brasil existisse essa prática. Mas cá entre nós, até que a realidade trabalhista aí não é tão ruim se comparada com a nossa. Bom, digo isso porque já trabalhei na justiça do trabalho e já vi muita reclamação desse tipo. E quanto ao Eduardo, apesar de não haver lista negra, qualquer um pode contratar um advogado pra procurar processos pra dar vista dos autos no balcão, aliás dependendo da Vara até mesmo o empregador pode pedir vista do processo em balcão se souber o número dele. Não é tão difícil assim burlar o sistema jurídico. Dá pra saber na boa que é bom empregado ou não.

Olinda Bueno disse...

Muito interessante seu blog informações de muita importancia parabens ja estou te seguindo.
beijos Lily

jeh disse...

muito bom o seu blog,mas eu gostaria de trabalhar com animes no Japão,mas eu não posso simplesmente comprar a passagem e começar a estudar la?
é verdade que eu preciso ser chamada por alguma empresa ou me casar com alguem do japão?
se for assim vejo que meu sonho esta cada vez mais dificil,porque aqui onde moro não tem nenhum lugar onde eu possa aprender japones fluentemente! =/

Anônimo disse...

Cara Detective Conan é o meu anime preferido! Não acredito que isto acontece!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics